Santa Maria da Feira e um Portugal medieval

Santa Maria da Feira, que também conhecida como Vila da Feira, é uma pequena cidade portuguesa, situada entre Aveiro e Porto. Fundada em 1514, a tranquila cidade possui características pitorescas, com lugares, paisagens e sabores especiais, como o Castelo da Feira e a famosa fogaça. A visita é obrigatória para quem quer aproveitar os momentos em Portugal.

Existem várias opções para chegar a Santa Maria da Feira. Alugar um carro e seguir pela EN109 é um passeio interessante, pois o caminho atravessa várias freguesias e cidades pelo caminho. Outra opção é ir de trem, que em Portugal é chamado de comboio. Mas, se você tem pressa, pode ir pela A29, que tem pedágio e não atravessa as cidades.

Santa Maria da Feira e o castelo medieval

A construção data do Século XI por registros orais, mas arqueólogos descobriram vestígios de romanos no local. Essas descobertas remetem a civilização em Santa Maria da Feira para o Século III a.C., sendo parte da Lusitânia. Mas, independente da idade, o castelo merece visita por quem se aproxima de Aveiro ou Porto.

santa maria da feira
Foto: Denis Renó

O Castelo da Feira situa-se dentro da cidade.

É possível passear por todas as partes das ruinas bem preservadas do castelo, algo incomum em se tratando de uma construção tão antiga. O passeio nos remete a um tempo em que a preocupação com a defesa era frequente. Por isso, ao redor de todo o castelo existem vãos e frestas antes destinadas aos arqueiros.

santa maria da feira
Foto: Denis Renó

Os vãos são em forma de cruz, registrando a fé presente em tempos remotos.

Hoje em dia, a calma e a paz imperam no interior do local que, para ser visitado, custa 3€ para adulto e 1€ para criança. Ao final, não se esqueça de conhecer a capela, situada ao lado do castelo, e de passar pela lojinha.

A Feira, entre feijoadas e fogaças

Os sabores que pude ver pela cidade de Santa Maria da Feira foram diversos. Entretanto, dois se destacam nas minhas lembranças: a feijoada (portuguesa, claro) e a fogaça. A primeira me levou à infância, ou aos almoços feitos pela minha avó em terras brasileiras. Afinal, português que se preza (especialmente os do norte) deve saber fazer feijoada. A segunda lembrança é menos saborosa, mas igualmente importante para a cultura local.

A feijoada servida em Santa Maria da Feira é um belo e gordo prato, com pedaços suculentos de bacon, linguiça paio e outras partes de porco que nem sei quais são. Os pedaços fazem parte do feijão branco com caldo, provavelmente preparado como a feijoada brasileira. No canto do prato, um punhado de arroz branco. Delicioso.

Já a fogaça é para depois do almoço, junto a um indispensável café. Afinal, os portugueses não vivem sem café. Trata-se de um pão arredondado, adocicado, com sabor semelhante a uma rosca doce brasileira. Ao experimentar a fogaça, descobri a origem da maioria dos nossos pães doces. Servido com manteiga fica especialmente saboroso. A fogaça é tão importante para a cultura local que, todos os anos, no dia 20 de janeiro, acontece na cidade uma festa em homenagem à iguaria, a Festa das Fogaceiras.

A tranquilidade por Santa Maria da Feira

O lugar tem castelo, fogaça, feijoada, mas a melhor experiência que se pode levar de Santa Maria da Feira é a tranquilidade. As ruas são tranquilas. A energia do lugar é leve. O frescor de estar próximo do mar, mas em uma região mais alta, leva bons ares à cidade.

santa maria da feira
Foto: Denis Renó

O riacho que corta a cidade deixa um ar da italiana Veneza.

Em Santa Maria da Feira há um belo convento-museu, o Convento dos Lóios, cum uma bela arquitetura. A construção começou em 1560 e hoje abriga um museu, registrado como patrimônio cultural de Portugal. O museu está próximo de bons restaurantes e do próprio castelo, separado apelas por um belo bosque.

santa maria da feira
Foto: Denis Renó

O Museu Convento dos Lóios é imponente.

Casarões antigos e um estreito riacho que corta a cidade deixam uma sensação correta de estar em uma cidade europeia. Ruas bem cuidadas, calçadas por pedras, também nos deixam confortáveis. Essas características são constantes em muitas das pequenas cidades portuguesas, mas Santa Maria da Feira oferece uma intensidade. De tão acolhedora, provoca um desejo de ser a casa de muitos visitantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s